Como lidar com a ansiedade de separação do seu cão.

por

É muito comum cães demonstrarem irritabilidade quando são submetidos a situações em que ficam afastados dos donos. Esse transtorno pode acarretar em uma série de problemas, físicos e emocionais para o animal. Por esse motivo é importante que o dono fique sempre atento as mudanças de humor do seu companheiro e saiba como lidar com a ansiedade de separação do seu cão.

O que é a ansiedade de separação

Esse problema, nomeado por especialistas de ansiedade de separação, está se tornando cada vez mais recorrente nos animais domésticos; uma vez que as pessoas continuam a levar uma vida cada vez mais agitada, muitos cães acabam ficando sozinhos mais freqüentemente. Isso acontece porque os cachorros são animais naturalmente sociáveis; eles convivem em matilhas e por esse motivo, quando ficam sozinhos acabam estressados.

Os cachorros estão geneticamente condicionados à crença de que estar em grupo aumenta a chance de sobrevivência; pois seus antepassados tinham melhores chances de se alimentar e defender quando atuavam em conjunto. Esta necessidade herdada permaneceu nos cães domesticados, que vêem seu dono como líder da matilha e; por isso, sofrem com a sua ausência.

Os sinais da ansiedade de separação

As manifestações comportamentais do cão que sofre com ansiedade de separação geralmente são facilmente identificáveis.

Geralmente, quando o cão percebe que o dono vai sair, ele começa a latir ou até mesmo chorar ininterruptamente. Outro sinal, menos comum, mas que pode aparecer, é o cão ficar triste, sim, ele nitidamente para de ficar animado com as coisas, ele pode até mesmo se afastar de você na hora que você dá sinal de que vai sair.

Dermatite por lambedura também é outro sinal de ansiedade de separação e até mesmo de depressão; se você notar que há falhas no pelo das patas do seu cão ou se ele ficar muito tempo se lambendo, é hora de procurar um veterinário. A depressão no animal pode levar com que ele se lamba mais do que deveria causando falha de pelos e ferimentos no local.

Tem animais também que demonstram a ansiedade de uma maneira mais sutil; com um comportamento depressivo, não se hidratando ou alimentando e ignorando quaisquer estímulos na ausência do dono. É importante estar atento ao comportamento do animal; pois mesmo quando estes não chamam a atenção, o sofrimento físico e psicológico decorrente da ansiedade de separação pode aumentar o risco de o animal desenvolver problemas de saúde diversos.

Como lidar com a ansiedade de separação do seu cão

Saindo de casa: Ao sair de casa o cão não tem noção de tempo e vai ficar esperando você voltar; ele pode ir fazer outras coisas, mas no geral, quando o dono vai se despedir do cão e faz um carinho antes de sair, o cãozinho fica ansioso pra que o tutor volte e ele possa receber mais carinho.

O ideal é ignorar completamente seu cãozinho na hora de sair, por uns 10 minutos antes você pode ignorar o cãozinho, sem falar nem tocar nele; se arrume e saia. Pode parecer cruel, mas não é, isso vai reduzir a ansiedade dele pra que você volte.

Voltando para casa: Essa hora é crucial; porque quando chegamos em casa queremos fazer um carinho no nosso cão, matar a saudade, e aí fazemos uma agitação que ele não precisa, pois geralmente já estão agitados por nos ver chegar.

Ao chegar ignore seu cão até que ele se acalme, relaxe e pare de ficar atrás de você e demonstre que está tranqüilo; nessa hora você pode ir falar com ele. Se seu cãozinho já não está mais agitado quando você chega; então você pode sim falar com ele ao chegar, mas tente não agitá-lo ou o comportamento vai mudar.

Desencorajando esses comportamentos agitados do seu cão e mostrando que você gosta quando ele está tranqüilo, então o cãozinho vai perder aquela agitação de antes por ver que o que te faz dar carinho a ele é o comportamento calmo.

Sozinho e entediado: Quando o cão fica sozinho em casa, se ele não tem nada pra fazer ele fica estressado; fica entediado e destrói tudo, por esse motivo é importante que ele tenha suas próprias coisas para se ocupar. Deixar a TV ligada é uma boa opção, ele tem a impressão de não estar sozinho.

Um local próprio para eles

Uma boa ideia é ter um cantinho na casa com as coisas deles, onde eles possam brincar e se divertir sem destruir outros cômodos e móveis da casa.

Para ajudar o seu companheiro a ter um local apenas dele, onde ele possa se sentir seguro e confortável; a Papel de Bicho desenvolveu uma linha de produtos ecológicos, coloridos e práticos que podem ser facilmente transportados. Além de que, o seu animalzinho pode brincar, morder e arranhar eles sem destruir a casa.

Para os cachorros, o HigiPet é uma boa dica. São tapetinhos ecológicos que deixam muito mais fácil a limpeza do cantinho dele se a bagunça for grande. Como são feitos de papel cartão, e por consequência são biodegradáveis, eles podem ser jogados fora com toda a sujeira junto!

Todos os produtos da papel de bicho estão disponíveis para venda diretamente no nosso site clicando aqui

Gostou do post? Curta, comente, compartilhe! Sua sugestão é muito bem vinda!

Você pode gostar também

/* */